AF_GOV_Ad-Covid19_Agradecimento_468X060PX
Banner Eliauto 2
banner-dibacenter
Basic RGB
logo aen
banner-caicara
[KAKOI]-Banner
<< >>

Politicando 08/01/2021

8 de janeiro de 2021 em Politicando - Comente

Prefeito de Campo Largo, Marcelo Puppi. Foto: DivulgaçãoLuto

Toda região metropolitana de Curitiba lamentou no dia de ontem a morte do prefeito de Campo Largo, Marcelo Puppi (DEM). Reeleito na eleição do último mês de novembro, foi diagnosticado com COVID-19 e internado uma semana após sua vitória nas urnas. O quadro se agravou consideravelmente com o passar das semanas e infelizmente na manhã desta quinta-feira não resistindo veio a falecer. Marcelo Puppi tinha 61 anos, deixa esposa e três filhos.

Luto II

Marcelo Puppi era um dos nomes mais prestigiados do Democratas no Paraná. Ele foi vereador, disputou a eleição para Deputado Estadual e foi chefe de Gabinete da vice-governadora Emília Belinati. No cenário nacional Puppi era padrinho de casamento de Ônix Lorenzoni, um dos homens fortes do governo Bolsonaro. Quem assume a prefeitura de Campo Largo é o vice prefeito Maurício Rivabem (PSL).

Campo do Tenente

A transmissão de cargos entre prefeitos da região, mais harmoniosa, foi a de Campo do Tenente. O então prefeito Jorge Quege (MDB) fez questão de participar da solenidade de posse do prefeito eleito Weverton Vizentin (PSL) e, além de demonstrar desejo de êxito ao sucessor, destacou o momento que o município vive na execução de obras e novos serviços públicos.

Ausentes

Já nos municípios de Piên e Fazenda Rio Grande também onde ocorreu a troca de governantes, os ex-prefeitos não compareceram para transmissão de cargos aos seus respectivos sucessores. Por conta da pandemia também foi sentida à ausência de autoridades das esferas estadual e federal. Em alguns casos houve ainda a limitação do número de participantes, sendo compensada pelas transmissões das solenidades pelas redes sociais.

Lapa

A solenidade de posse do prefeito eleito da Lapa, Diego Ribas (PSD) foi a mais rápida de todas da região da Amsulep. Realizada na Câmara de Vereadores sem presença de público e transmitida ao vivo pelas redes sociais pôde-se dizer que foi a cerimônia mais adequada para o atual momento de pandemia.

Agudos do Sul

Embora seja um dos menores municípios da região, a transmissão da solenidade de posse de Agudos do Sul foi a que teve maior audiência em tempo real. Isto se deve a expectativa criada em relação ao novo governante do município já que a prefeita Luciane Teixeira (MDB) reeleita nas urnas teve sua candidatura impugnada. Para que houvesse a transmissão de cargo era necessário a eleição do novo Presidente da Câmara de Vereadores, que foi cercada de muita polêmica.

Agudos do Sul II

O vereador Genézio Gonçalves da Luz (PSL), de Agudos do Sul, encaminhou ofício nesta semana a Sanepar solicitando a doação de 5 mil metros de canos para serem utilizados nas comunidade de Taquara Lisa, Retiro, Lagoa dos Pretos, Ribeirão Grande e Queimados de Cima. Segundo ele, os sistemas de água destas localidades estão comprometidos. Também pediu a perfuração de dois poços no município para atender a demanda dos bairros.

Rio Negro

Quem deixou a prefeitura em alta após 8 anos de governo, foi o ex prefeito de Rio Negro, Milton Paizani (PSD). Até o último dia do ano ele estava entregando obras no município. A boa gestão à frente da prefeitura resultou naturalmente na eleição do seu sucessor, Professor James (PSD).

Deixe seu comentário