AF_GOV_Ad-Covid19_Agradecimento_468X060PX
Banner Eliauto 2
banner-dibacenter
Basic RGB
logo aen
banner-caicara
[KAKOI]-Banner
<< >>

Os novos governos e a necessidade de medidas imediatas

8 de janeiro de 2021 em Editorial - Comente

O primeiro dia do novo ano foi18 movimentado para o meio político das cidades da região. Tomaram posse os novos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores eleitos na eleição municipal de 2020. Naturalmente há sempre uma grande expectativa a cada novo mandato e o que de diferente e produtivo será entregue nos quatro anos de gestão que se inicia.

Certamente que haverá um começo de mandato diferente, seja para os reeleitos ou eleitos, já que o país atravessa um momento de crise na área de saúde por conta da pandemia do Covid 19 e, principalmente, porque nenhuma cidade da região Suleste conta com unidade própria de atendimento especializado ou intensivo para os pacientes contaminados e em estado grave pelo contágio do novo vírus. O grande desafio dos prefeitos continuará sendo a promoção de medidas que possam neutralizar a contaminação junto aos seus habitantes, evitando que novos óbitos venham a acontecer.

Outro fato relevante neste início de 2021 é o fim do auxílio emergencial que até então vinha sendo pago pelo governo federal e atendendo milhares de famílias, especialmente para a compra de alimentos. Sem esse dinheiro muitas pessoas não terão condições nem mesmo da aquisição do básico para sua sobrevivência e vão necessitar do apoio do poder público, neste caso, das prefeituras.

Neste sentido, antes mesmo de colocar alguma promessa de campanha em curso, os prefeitos que tomaram posse terão que cuidar desses dois temas de forma imediata e que vai exigir muita capacidade de gestão e acima de tudo coragem para tomada de decisões. A chamada “lua de mel” de início de governo não foi possível para quem assumiu a direção de uma cidade neste 1º de janeiro. As respostas terão que ser imediatas.

Importante salientar ainda que neste cenário o fator político muitas vezes é um adversário do trabalho a ser realizado e das metas estabelecidas. A começar, por exemplo, pelas mancomunadas tratativas que envolvem o processo de definição das mesas diretoras do poder legislativo. Em muitos casos, mesmo antes de assumir alguns eleitos já se deparam com a quebra dos seus próprios discursos ou propósitos. A questão é; até onde isso pode contaminar um governo que está dando seu primeiro passo de uma longa jornada.

O jornal O Regional ao mesmo tempo que apoia e torce para o sucesso da região, vai acompanhar de perto o desempenho de cada prefeitura e se o princípio maior do poder público que é atender a coletividade e os menos favorecidos estará sendo cumprido. Que tenhamos um grande 2021!,

Da Redação

Deixe seu comentário